O método de interpretação do Espaço Renoir nasceu da formação do ator e diretor, Pedro Barreto com o professor e diretor de teatro Wolney de Assis e com a premiada atriz Berta Zemel.

“Durante 10 anos, aprendi e aperfeiçoei o desenvolvimento de técnicas do processo psicofísico do ator, aplicação dos conceitos de Stanislavisk e da moderna psicanálise: Freud, Lacan, Melanie Klaein, Jung, entre outros; além do uso da interpretação de texto voltada para a linguagem falada”, diz Pedro Barreto.

Com a sua formação pessoal de ator e diretor de teatro e vídeo, locutor profissional, apresentador de eventos e radioator em rádio-novela, desenvolveu uma extensa pesquisa prática de 5 anos no Centro de Comunicação e Artes do SENAC - São Paulo com centenas de locutores profissionais que ministravam aulas de prática de locução no curso técnico.

“Durante a minha pesquisa, constatei que havia uma enorme dificuldade de passar os conceitos de interpretação, pois não existia até o momento nenhum método organizado para locutores de Rádio e TV que tivesse como objetivo o desenvolvimento da interpretação, respeitando a linguagem e as principais dificuldades dos profissionais da voz”, explica Barreto.

A prática desenvolvida com centenas de alunos durante os cinco anos de sua pesquisa teve como resultado a formação de vários profissionais que - pela qualidade que exercem a sua função - atuam com destaque como locutores profissionais; apresentadores de rádio e TV; telejornalistas e radiojornalistas, trabalhando em diversas emissoras de rádio, TV e produtoras em todo o Brasil.

Como resultado desse trabalho, criou a cadeira de Interpretação do Curso Técnico para Locução de Rádio, bem como a do Curso Técnico de Locução Noticiarista de TV do Centro de Comunicação e Artes do SENAC.

Para aprimorar o aperfeiçoamento de atores, locutores, jornalistas e profissionais da área, criou o Espaço Renoir Comunicação e Arte, onde aplica o seu método exclusivo que busca otimizar a interpretação e ampliar a rede de trabalho dentro da locução de rádio e TV.

Além disso, desenvolveu também um programa inédito que trabalha a interpretação como recurso na comunicação, direcionado a políticos e profissionais interessados em desenvolver a capacidade de comunicação em público e nos veículos de radiodifusão (executivos, professores, profissionais liberais, palestrantes, enfim pessoas que usam a comunicação como uma ferramenta indispensável em seu trabalho).

“Busco continuamente a responsabilidade e o desafio de aperfeiçoar o que chamo de processo psicofísico do comunicador - o intérprete da comunicação - e, assim, contribuir para lapidar novos talentos”, finaliza Pedro Barreto.